5 de abril de 2007

Escrivinhações de baú (apenas um sonho...)

Eu já tive um sonho, que talvez tenha sido compartilhado com milhares de outras pessoas deste mundo.Meu sonho era grande e colorido,cheio de gás e sorrisos.Todos os dias quando eu olhava no espelho, via aquele sonho refletido em meu sorriso de confiança.
Hoje já não tenho mais esse sonho.Deixei-o perdido no passado.Talvez ele me tenha sido roubado.Ou então foi-se acabando com as horas de suor.Quando olho no espelho vejo apenas o vazio que ele deixou.
Não.Ele não foi substituído.Até porque não há outro sonho que seja tão grande e tão importante.
Às vezes ele me olha,lá do baú do passado.Triste por ter ido embora.Pede desculpas por deixar de existir.Mas diz que não podia ser tão forte quanto o mundo.
Meu sonho foi-se esvaindo assim que entrei na faculdade.É.Exatamente nesta época.Foi ficando amarelinho,sem graça,sem vida.Me pediu pra ir comprar doce na esquina e nunca mais voltou.
Desde então fico eu com a revolta.De que talvez ele nunca mais volte.De que tantas outras pessoas que também dependiam dele ficaram com seus sorrisos vazios no espelho também.
Sim!Ele tem nome.Atende quando o chamamos de "um mundo melhor", mas na certidão é registrado como "educação".
Toda vez que olho para meus alunos,uma lágrima escorre em meu pensamento.Por saber que eles não compartilham do meu sonho.Por ver que para eles pouco importa se ele já não brinca mais no parquinho.
Sinto que meu sonho seja como os contos de fadas.Que irão morrer quando ninguém mais acreditar neles.Ficarão lá,escondidos nos livros.
E sinto mais ainda em saber que não sou suficientemente boa para vencer os vilões que o prendem em seus castelos.
Espero que algum dia todas as minhas palavras vãs se espalhem pelo vento, e que meu sonho encontre alguém que o possa defender.Talvez eu esteja apenas na lembrança.Mas o vazio não mais existirá.E poderei voltar a sorrir sem sentir desespero ao pensar que minhas idéias levaram um tiro e morreram por falta de socorro...

Patrícia Pirota 02/04/07

4 comentários:

Luana disse...

ai ai Dona Patrícia Pirota! xô desânimo! Vamos, vamos, trate de colocar um belo sorriso nessa carinha sapeca aí, que é pra deixar textos tristonhos um pouco esquecidos nesse baú do qual você tanto fala. Vale assistir Garotas Gilmore comendo um monte de porcarias, ou se deliciar com Tim Burton, ler Luiz Fernando Veríssimo e rir muito [recomendo o analista de Bagé, já leu?]
Mas nada de tristeza ae mulher.

E apesar de triste, o texto tá lindo!¬¬
Bjin
*

Taís disse...

Eu te entendo, Patty. Também era idealista. Mas, quem sabe pessoas como nós não possam levantar bandeiras em favor da educação. Eu sou uma que vive falendo, falando: VAMOS AGIR!

Taís disse...

Ah...meu blog mudou..aquele deu problemas. agora é http://qualquercoisasobreavida.blogspot.com...desculpe o incômodo.

Luana disse...

onde é que foi parar a dona minina má??? =´[
Bjo sumida
*