6 de outubro de 2006

Desilusões (Poemeto da época de meus 15 anos)

"A hora teima em não passar enquanto ainda estou juntando as migalhas que você me deixou.
Parece que todo o colorido dos meus dias está se esvaindo em palavras e cinza e pó.
Juro que não sei mais tentar entender, até porque isso não faria diferença pra você.
Posso até buscar nas árvores aquele coração que um dia a gente desenhou.
Posso até sentar num banquinho e esperar seu amor voltar.
Mas não quero insistir em tantos sonhos.
Prefiro andar pelas calçadas, sujas de tristeza e desassossego.
Resolvo correr pela chuva que lava meus ódios esquecidos.
Enquanto isso você deve estar sentindo que não faço falta.
Pensando que talvez tenha sido melhor, que seu delete tenha caído sobre minha lembrança.
Não quero mais ouvir sua voz doce,seu cheiro terno e suas mãos sobre meus cabelos.
Vou buscar a paz que talvez eu tenha esquecido num canto de mim.
Entre notas de silêncio e dor, num lugar estranho deixado por alguém que eu era.
Antes de você chegar.
E destruir todos os castelos, e sequestrar todas as princesas.
E me deixar continuar a dormir."

Patrícia Pirota - "Antiguidades"

Um comentário:

Ferz disse...

mais do que lindo, hein Dona Patrícia?
MARAVILHOSO!

"Antes de você chegar.
E destruir todos os castelos, e sequestrar todas as princesas.
E me deixar continuar a dormir."


NOSSA!
hahaha, e eu odeio princesas.
:)