2 de agosto de 2006

Poemeto - Desangústia

"Me escondo
no teu riso amarelo
Brinco
de matar tuas ilusões
Caço borboletas-amor
no escuro de tua íris
Quero um copo de desangústia
e um prato de coragem
para criar cores
que acabem com a palidez
de tuas palavras."
Patrícia Pirota

Um comentário:

astro disse...

""oh minha menina bonitinha euuuu te deiiii"" hihihhihi