22 de julho de 2006

"Acalento à solidão"


"Construi todas as imagens
com restos de palavras
respingadas em café.
Subordinei todos os desejos
à existência de irregulares particípios.
Acho que sei o que quero...
mas dias como esse
sopram minhas cinzas
escondidas nos cantos do mundo.
Conjuguei todas as possibilidades
em meus tempos infinitos
Tudo para tentar compor vozes
que pudessem renovar minhas almas
e acalentar minhas solidões."
Patrícia Pirota

2 comentários:

duh disse...

orra achei seu blog fodah.........dna minina má!!!
sou um elfo!!!

astroboy disse...

Qual suicídio, com pedras nos bolsos
deixei afundar de uma vez?
o retrato em que pintei minhas dores
com o próprio sangue
que dissolvi em mil lágrimas de ódio
e com pincéis que fiz de meus dissabores.
e voce sempre se nauseia e eu sempre tento achar seu email hihi.
emfim agora tenho blog hehe
e nao se esqueça...
Expressão pálida me deixa respirar
e busca teu algoz em qualquer outro lar.
É o inimigo eu sei, e por ser tão ruim,
me salva de minhas próprias injurias...

hasta.